♫AMIGOS DO AFRO CORPOREIDADE♫

segunda-feira, 30 de novembro de 2009

♫Terminando o Mês Da Consciência Negra O "SORRISO NEGRO" DE DONA IVONE LARA com uma Pequena Biografia de sua Vida Enviada pelo Amigo Guará Matos♫

*ESTE VÍDEO É IMPERDÍVEL. ASSISTA-O!*

video

Um SORRISO NEGRO (D. Ivone Lara)

Um sorriso negro, um abraço negro

Traz....felicidade

Negro sem emprego,

fica sem sossego

Negro é a raiz da liberdade ..

Negro é uma cor de respeito

Negro é inspiração

Negro é silêncio, é luto

negro é...a solução

Negro que já foi escravo

Negro é a voz da verdade

Negro é destino é amor

Negro também é saudade.. (um sorriso negro !)

♫Uma pequena Biografia de Dona IVONE LARA♫


Yvonne Lara da Costa nasceu no Rio de Janeiro, RJ em 13 de Abril de 1921. O pai, João da Silva Lara, era mecânico de bicicletas, além de violonista e componente do Bloco dos Africanos. D. Emerentina, a mãe, era pastora do Rancho Flor do Abacate.


Aos seis anos de idade, ficou órfã de pai e mãe, sendo internada por parentes no Colégio Orsina da Fonseca, no bairro da Tijuca, Zona Norte do Rio de Janeiro, onde permaneceu até os 17 anos.


Aos 12 anos, foi presenteada pelos primos e futuros parceiros, Hélio e Fuleiro, com um pássaro "Tiê-sangue". O nome do pássaro e a expressão "Oialá-oxa", herdada da avó moçambicana, serviram de inspiração para o primeiro samba composto: "Tiê, Tiê".


Admirada por suas professoras de música no colégio, Lucília Villa-Lobos, esposa do maestro Villa-Lobos e Zaíra Oliveira, primeira esposa de Donga, foi indicada para o Orfeão dos Apinacás, da Rádio Tupi, cujo regente era Heitor Villa-Lobos. Saindo da escola, foi morar na casa de seu tio Dionísio Bento da Silva, que tocava violão de sete cordas e fazia parte de grupo de chorões que reunia Pixinguinha e Donga, entre outros.

Com o tio, aprendeu a tocar cavaquinho. Seu primo, Mestre Fuleiro, também foi um dos fundadores da Império Serrano em 1947, ano em que Dona Ivone Lara mudou-se para Madureira e começou a freqüentar a Escola de Samba Prazer da Serrinha, mesma época em que começou a compor sambas para esta escola.


Casou-se, aos 25 anos, com Oscar Costa, filho de Alfredo Costa, presidente da Escola de Samba Prazer da Serrinha. Nesta época, passou a freqüentar a Escola, onde aprimorou seus dotes de sambista e conheceu os amigos Aniceto, Mano Décio da Viola e Silas de Oliveira, que mais tarde seriam seus parceiros em algumas composições. Com a fundação do Império Serrano, em 1947, passou a desfilar pela verde e branco de Madureira.


Tornou-se enfermeira, formando-se logo depois em Assistente Social. Especializou-se em Terapia Ocupacional, dedicando-se a trabalhos em hospitais psiquiátricos, tendo trabalhado no Serviço Nacional de Doenças Mentais, com a doutora Nilse da Silveira.


Em 1965 ingressou na Ala de Compositores do Império Serrano e compôs, com Silas de Oliveira e Bacalhau, o clássico "Os cinco bailes da história do Rio". A partir de 1968 passou a integrar a Ala das Baianas.
Aposentou-se no hospital em 1977, passando a dedicar-se, exclusivamente, à carreira artística.


Em agosto de 2002, recebeu o "Prêmio Caras de Música", na categoria "Melhor Disco de Samba", com o CD "Nasci para sonhar e cantar" e, neste mesmo ano, foi a vencedora do Prêmio Shell de MPB, tendo recebido o prêmio pelo conjunto de sua obra em grande festa do samba, no Canecão, no Rio de Janeiro, cujo roteiro-convite foi apresentado por Ricardo Cravo Albin, um dos cinco jurados que lhe deram o prêmio por unanimidade.


Sobre ela, Túlio Feliciano, diretor do show no Canecão, deu depoimento ao jornal O Globo: "Ela é a síntese do samba. Tem o ritmo dos tambores do jongo e a riqueza melódica e harmônica do choro. Em seu canto intuitivo está um pouco da África e do negro americano".

*Fonte: Biografia: Dicionário Cravo Albim da Música Popular Brasileira

*Enviada Gentilmente pelo amigo e seguidor do blog Guará Matos

* VÍDEO DE LUCAS CARMO SARAIVA
http://www.youtube.com/watch?v=oRCO7HsyqD0

domingo, 29 de novembro de 2009

*14ª Mostra Internacional do FILME ETNOGRÁFICO na Caixa Cultural – Rio de Janeiro - 26/11 a 04/12 - GRATIS*

Clique Aqui para Ver a Vinheta da Mostra

video

A Mostra Internacional do Filme Etnográfico é um evento que tem como objetivo exibir documentários de caráter etnográfico, nacionais e internacionais, possibilitando um diálogo entre diferentes realizadores e suas cinematografias. O projeto, idealizado pela Interior Produções e coordenado por seus diretores, a antropóloga Patrícia Monte-Mór e o documentarista José Inácio Parente, faz parte de uma iniciativa mais ampla em direção à reflexão sobre o ensino da antropologia e a produção de documentários. Além da exibição de filmes e vídeos, a Mostra também promove um conjunto de atividades voltadas para o debate de questões dos dois campos. Todas as sessões e atividades da Mostra são gratuitas.

Nesta edição foram avaliados mais de 300 filmes inscritos para se chegar à seleção final de cerca de 100 filmes, que vão revelar como anda a produção de 21 países. Além de acompanhar pela programação oficial, o público pode assistir a todos os filmes em três cabines que funcionam diariamente, das 10h às 21h, no Museu de Folclore Edison Carneiro, no Catete, sede do festival. Para isso, basta o interessado reservar um horário de sua preferência no próprio local.

A riqueza de temas e nacionalidades sempre marcou a Mostra do Filme Etnográfico que, nessa edição, apresentará filmes de Senegal, Irã, Romênia, Argentina, Portugal, Índia entre outros países. De produções brasileiras, a Mostra apresentará 50 produções, entre curtas, médias e longas.

O evento é idealizado e produzido pela Interior Produções com parceria do Centro Nacional de Folclore e Cultura Popular, do Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional do Ministério da Cultura.

Filme Etnográfico - O filme etnográfico é um gênero de documentário praticado por cineastas independentes e por etnólogos que o aplicam na investigação, no domínio da antropologia visual, filmando determinados grupos das sociedades humanas.

*CAIXA CULTURAL RIO DE JANEIRO: Av. Almirante Barroso, 25 Centro - Rio de janeiro.

*Confira a programação completa no site: www.mostraetnografica.com.br

*Fonte:http://www.overmundo.com.br/overblog/mostra-do-filme-etnografico

*http://www.caixacultural.com.br/html/index.html

*www.etnodoc.org.br

sexta-feira, 27 de novembro de 2009

*ESTUDOS AFRICANOS: Desenvolvimento Humano e Docência - Pós-graduação Lato Sensu, no Centro do Rio, com Estágio Optativo no Continente Africano*

ESTUDOS AFRICANOS: Desenvolvimento Humano e Docência
Pós-graduação Lato Sensu, no Centro do Rio, com Estágio Optativo no Continente Africano
Matrículas abertas!
Aulas quinzenais, aos sábados, das 9:00 às 16:00h
Duração: 18 meses
Investimento: 18 (dezoito) parcelas de R$190,00 (cento e noventa reais)Informações: (21) 2278-3975
horário comercial
sejadiplomata@isep.com.br
Realização:
AFRICA CONSULTING - Desenvolvimento Humano e Relações Internacionais
ISEP - Instituto Superior de Estudos Pedagógicos
*Profª Rita de Cássia B. Barros
Coordenadora da Pós-Graduação (21)91995864
*Profº Sergio Montalvão
Coordenador da Pós-Graduação (21)93802910
*DIPLOMATA - Diplomacia, Relações Internacionais e Cultura
*ISEP - Instituto Superior de Estudos Pedagógicos
Rua Frederico Silva, 86, Bloco B 6° andar Centro Rio de Janeiro
Tel.(21) 2278-3975 - horário comercial e
(21) 2221-9221 - a partir de 15:00h.

*Informações gentilmente enviadas por email pela amiga professora Marta Bento.

♫WILSON MOREIRA no Aniversário de 7 anos do Espaço Cultural COISAS DA ANTIGA♫



*Ingressos a venda no Espaço ou pelos telefones:

*contatos:
8886-7727 (Cathia)
9572-8191 (Christina)
9767-9978 (Cristiane)

*Informações Gentilmente enviadas através de email pela amiga Christina Abreu.

quarta-feira, 25 de novembro de 2009

♫QUERO SER TAMBOR♫ - Poema do Moçambicano JOSÉ CRAVEIRINHA - Continuando os ecos no mês da Consciência Negra♫


♫Tambor está velho de gritar
Oh velho Deus dos homens
deixa-me ser tambor
Corpo e Alma só tambor
Só tambor gritando na noite quente dos trópicos.
Nem flor nascida no mato do desespero
Nem rio correndo para o mar do desespero
Nem zagaia temperada no lume vivo do desespero
Nem mesmo poesia forjada na dor rubra do desespero.
Nem nada!
Só tambor velho de gritar na lua cheia da minha terra
Só tambor de pele curtida ao sol da minha terra
Só tambor cavado nos troncos duros da minha terra.
Eu
Só tambor rebentando o silêncio amargo da Mafalala
Só tambor velho de sentar no batuque da minha terra
Só tambor perdido na escuridão da noite perdida.
Oh velho Deus dos homens
Eu quero ser tambor
e nem rio
e nem flor
e nem zagaia por enquanto
e nem mesmo poesia.
Só tambor ecoando como a canção da força e da vida
Só tambor noite e dia
dia e noite só tambor
Até à consumação da grande festa do batuque!
Oh velho Deus dos homens
deixa-me ser tambor
só tambor!♫
*Google imagens

segunda-feira, 23 de novembro de 2009

♫CORPOREIDADE E CAPOEIRA - Curso de Pós-Graduação Lato Senso no Espaço Atlântica Educacional*





ÁREA: CORPOREIDADE E CAPOEIRAGEM


A Capoeira, ao longo do tempo e por meio de sua história tem se mostrado como elemento fundamental para a preservação e o resgate da cultura afro-brasileira, e a formação identitária da nação, tendo se tornado patrimônio cultural e imaterial brasileiro. E por aliar de forma especial teoria e prática, transforma-se em eficiente instrumento sócio-educativo, aparecendo com destaque nos Parâmetros Curriculares Nacionais como sugestão dos blocos de conteúdo no tocante a luta, sendo considerada a única atividade da cultura corporal de movimento brasileira. A mesma é contemplada na lei 10.639/03 e 11.645/08, que torna obrigatório o ensino da história e da culturas afro-brasileira e indígena. Em função do exposto, a relevância deste curso justifica-se pelo seu caráter de pioneirismo na área e de atendimento a uma demanda e uma lacuna na formação dos profissionais que trabalham na área que buscam especializar-se. Para tanto, o curso tem como destaque a disseminação e produção de conhecimentos, permitindo o desenvolvimento de pesquisas, a troca de experiências, o entendimento de seus fundamentos, e conseqüentemente, o incentivo e o benefício de sua prática. A Capoeira, ao longo do tempo e por meio de sua história tem se mostrado como elemento fundamental para a preservação e o resgate da cultura afro-brasileira, e a formação identitária da nação, tendo se tornado patrimônio cultural e imaterial brasileiro. E por aliar de forma especial teoria e prática, transforma-se em eficiente instrumento sócio-educativo, aparecendo com destaque nos Parâmetros Curriculares Nacionais como sugestão dos blocos de conteúdo no tocante a luta, sendo considerada a única atividade da cultura corporal de movimento brasileira. A mesma é contemplada na lei 10.639/03 e 11.645/08, que torna obrigatório o ensino da história e da culturas afro-brasileira e indígena. Em função do exposto, a relevância deste curso justifica-se pelo seu caráter de pioneirismo na área e de atendimento a uma demanda e uma lacuna na formação dos profissionais que trabalham na área que buscam especializar-se. Para tanto, o curso tem como destaque a disseminação e produção de conhecimentos, permitindo o desenvolvimento de pesquisas, a troca de experiências, o entendimento de seus fundamentos, e conseqüentemente, o incentivo e o benefício de sua prática.



*Maiores Informações: Atlântica Educacional

*Coordenação: Profª Doutora Maria Teresa Salgado
*Endereço: Rua Mem de Sá , Nº: 252, Centro
*Telefones: (21)2221-1720 / 2509-0528

*Imagem da Capoeira: www.googleimagens.com

domingo, 22 de novembro de 2009

*Dia da Consciência Negra do Brasil - declaração do Departamento de Estado dos EUA*

*Brasília, 19 de novembro de 2009*

O Departamento de Estado dos EUA distribuiu hoje seguinte declaração:

O governo dos Estados Unidos e o povo americano congratulam o povo brasileiro pela comemoração, no dia 20 de novembro, do Dia da Consciência Negra, também conhecido como Dia de Zumbi dos Palmares. A vida de Zumbi, líder do Quilombo dos Palmares, e sua luta sem trégua contra a escravidão constituem um símbolo eterno de liberdade e justiça.
*
Hoje, tanto o Brasil quanto os Estados Unidos reconhecem as importantes contribuições de afro-descendentes em nossas sociedades e o imperativo de combater a discriminação, que impactou de modo negativo os dois países. No mês passado, nossos governos, em parceria com a sociedade civil e nossos setores privados, reuniram-se pela primeira vez em Salvador da Bahia no histórico Plano de Ação Brasil-EUA para Promoção da Igualdade Étnica e Racial. Celebramos juntos a diversidade de nossa herança e estamos desenvolvendo e compartilhando melhores práticas para garantir oportunidades iguais para afro-descendentes e, na verdade, para todos os cidadãos de nossas nações.
*
Neste importante dia, felicitamos o povo do Brasil e esperamos uma longa e frutífera parceria, pois, juntos, proporcionamos liderança e exemplos de democracia, diversidade e justiça social para o nosso continente e para o mundo.
*
*Missão Diplomática dos EUA no Brasil celebra Consciência Negra*
*
No espírito do Plano de Ação Brasil-EUA para Promoção da Igualdade Étnica e Racial, durante todo o mês de novembro a Embaixada e Consulados dos EUA no Brasil estiveram engajados em eventos que celebram a diversidade e a igualdade racial no Brasil e nos EUA.
*
“Nenhum país e nenhum povo pode aproveitar todo o seu potencial sem os talentos de todos os seus indivíduos”, disse a Encarregada de Negócios, a.i., da Embaixada dos EUA Lisa Kubiske. “Promovemos a igualdade, não porque é moralmente correto, embora isso seja importante, não apenas porque é bom socialmente, embora isso também seja importante, mas por ser uma necessidade econômica e política.”
*
Co-patrocinamos orgulhosamente o Hutúz Filme Festival, que é organizado pela ONG Central Única das Favelas (CUFA) no Rio de Janeiro e ressalta obras audiovisuais e cinematográficas que abordam a cultura Hip Hop e suas vertentes.
*
Também trouxemos ao Brasil a mostra fotográfica “De King a Obama”, que abriu esta semana no Museu Afro Brasil em São Paulo e destaca a história da luta pela construção da igualdade racial nos EUA. Fotógrafos dos EUA cujos trabalhos fazem parte da mostra visitaram São Paulo e trocaram experiências com alunos da Escola de Fotografia da ONG Meninos do Morumbi.

*Fonte: Embaixada americana

*Jornal Ìrohìn: http://www.irohin.org.br/onl/new

sábado, 21 de novembro de 2009

*Saiu a 7ª Edição da REVISTA ÁFRICA E AFRICANIDADES: Resenhei BATUQUE, SAMBA E MACUMBA de Cecília Meireles. ACESSE A REVISTA PARA CONFERIR!*

*SAIU A REVISTA ÁFRICA E AFRICANIDADES EDIÇÃO Nº 7 COM O TEMA ESPECIAL AFRO-BRASILEIROS: CONSTRUINDO E RECONSTRUINDO OS RUMOS DA HISTÓRIA*


*PARTICIPO COM UMA RESENHA SOBRE O LIVRO "BATUQUE, SAMBA E MACUMBA: ESTUDO DE GESTO E DE RITMO" (1926-1936) DE CECÍLIA MEIRELES, EDITORA MARTINS FONTES - 2003, CUJA CAPA É ESTA ABAIXO. VALE APENA CONFERIR!*

*BOA LEITURA!*
*http://www.africaeafricanidades.com

*LEI DE COTAS PARA UNIVERSIDADES É DECLARADA CONSTITUCIONAL*

*Imagem: Cartilha do Ibase*
O Órgão Especial do Tribunal de Justiça do Rio declarou nesta quarta-feira, dia 18, que a lei estadual 5.346/2008, que instituiu o sistema de cotas para ingresso nas universidades estaduais, é constitucional. Por maioria de votos, os desembargadores acompanharam a posição do desembargador Sergio Cavalieri, relator da ação direta de inconstitucionalidade, para quem a norma aprovada pela Assembléia Legislativa não fere o princípio da igualdade.A lei, que entrou em vigor em dezembro de 2008, beneficia estudantes carentes negros, indígenas, alunos da rede pública de ensino, portadores de deficiência física e filhos de policiais civis e militares, bombeiros militares e inspetores de segurança e administração penitenciária, mortos ou incapacitados em razão do serviço. Seu prazo de validade é de 10 anos.

A ação, com pedido de liminar, fora proposta pelo deputado estadual Flavio Bolsonaro. Em maio deste ano, ao examinar o pedido de liminar, o Tribunal de Justiça suspendeu os efeitos da lei. No mês seguinte, diante de uma questão de ordem suscitada pelo Governo do Estado, e para evitar prejuízos aos estudantes que já estavam inscritos nos vestibulares deste ano, os desembargadores decidiram que a suspensão entraria em vigor a partir de 2010.


Nesta quarta-feira, ao julgar o mérito da ação, o desembargador Sergio Cavalieri - que participou de sua última sessão no Órgão Especial em razão de sua aposentadoria - adotou em seu voto os pareceres da Procuradoria Geral do Estado e da Procuradoria de Justiça em favor da constitucionalidade da lei.


Segundo o desembargador, a "igualdade só pode ser verificada entre pessoas que se encontram em situação semelhante". E emendou: "Há grupos minoritários e hipossuficientes que precisam de tratamento especial. Se assim não for, o princípio da isonomia vai ser uma fantasia".


Ainda de acordo com o relator, não há igualdade formal sem igualdade material. Ele defendeu que ações afirmativas como as cotas e a reforma do ensino básico não são medidas antagônicas e classificou de simplista a afirmação de que a política de cotas fomentaria a separação racial.


Processo: 2009.007.00009
*Fonte: Tribunal de Justiça - RJ
*Imagem: Cartilha do Ibase - http://www.ibase.br/userimages/cotas.jpg

sexta-feira, 20 de novembro de 2009

*SALVE ZUMBI DOS PALMARES E OS INCONTÁVEIS HERÓIS DA RESISTÊNCIA! SALVE PAULO DA PORTELA! AXÉ!*

No dia em que se comemora a Lendária história da Resistência à Escravidão através da imagem e dos feitos de Zumbi dos Palmares, Saudo o grande Líder Zumbi dos Palmares e a todos os demais heróis que lutaram e lutam pela igualdade de direitos, pela dignidade, pela valorização das nossas raízes e afirmação da nossa Cultura que tem na matriz africana um imenso e valioso legado! SALVE ZUMBI DOS PALMARES!



*Recebi uma constribuição do meu amigo Guará Matos citando Paulo da Portela e um Maravilhoso Samba da Portela (minha Escola de Samba Preferida) que estou publicando hoje. Paulo da Portela segundo o pesquisador Luiz Carlos Magalhães unia diversas culturas em nome do Samba, eis a história deste sambista e grande Líder comunitário, um dos criadores da G.R.E.S Portela. SALVE PAULO DA PORTELA!


Era filho de Joana Baptista da Conceição e Mário Benjamin de Oliveira, sendo uma figura fundamental na história cultural brasileira nas décadas de 20, 30 e 40. Paulo da Portela trabalhou como lustrador e participou de pequenas agremiações carnavalescas formadas por operários e funcionários públicos.
Começou a frequentar rodas de samba no subúbrio da cidade do Rio de Janeiro no início dos anos 1920. Compositor, Paulo da Portela fundou com Antônio Caetano e Antônio Rufino dos Reis, o Conjunto Oswaldo Cruz, que depois foi renomeado para Quem nos Faz é o Capricho, Vai Como Pode e, finalmente GRES Portela, em referência à Estrada do Portela.

Paulo da Portela foi um dos que mais lutaram para mudar a imagem estereotipada e preconceituosa que se tinha a respeito do sambista, de malandro e vagabundo, para a de artista de respeito. Para isso, ele impôs vestuário próprio para sua agremiação, e defendia que todos os portelenses estivessem devidamente vestidos com as cores da escola no dia do desfile. Foi o primeiro presidente da Portela e sua casa foi a primeira sede da escola, muito embora nesta época a sede não fosse nada além de um lugar para guardar os instrumentos.

Em
1937, Paulo da Portela foi eleito Cidadão do Samba. Ainda neste mesmo ano, participou da primeira excursão de sambistas ao exterior, indo ao Uruguai, e retornando ao Brasil já no Carnaval. Apressando-se para participar do desfile daquele ano, desentendeu-se com integrantes da Portela, que não permitiram que seus amigos Heitor dos Prazeres e Cartola, que não estavam devidamente vestidos com as cores da agremiação, desfilassem. Por conta disso, Paulo não desfilou mais nesse ano e após isso se afastou da escola.

Porém, durante as tentativas dos
Estados Unidos da América de construir uma "relação de boa-vizinhança" com os seus vizinhos da América do Sul, Paulo da Portela foi escolhido para ser o modelo da criação do personagem Zé Carioca, bem como para representar o samba no exterior. Por conta disso a Portela excursionou pelos Estados Unidos, e acabou sendo apresentada no evento pelo próprio Paulo da Portela.

Após a saída da Portela, ele ainda chegou a liderar a pequena escola
Lira do Amor, hoje extinta. Por conta do seu desentendimento com a diretoria da Portela, Paulo compôs "O Meu Nome Já Caiu no Esquecimento" ("chora Portela, minha Portela querida/ Eu te fundei, serás minha toda a vida"). Cartola também fez na ocasião, um samba, "Sala de Recepção" ("Aqui se abraça o inimigo/ como se fosse um irmão").

Depois de sua morte, grupos como o Rosa de Ouro e A Voz do Morro e intérpretes como Paulinho da Viola e Monarco realizaram gravações de suas músicas mais famosas, como "Cocorocó", "Pam-pam-pam-pam", "Guanabara (Cidade-mulher)" e "Quitandeiro". Seu nome é também lembrado em sambas como "Passado de Glória" (Monarco) e "De Paulo da Portela a Paulinho da Viola" (Monarco/ Francisco Santana).
Participativo na
política, Paulo da Portela filiou-se ao PTN em 29 de dezembro de 1946, sem nunca no entanto ter sido candidato a cargo eletivo.

Foi homenageado pela
GRES Portela no ano de 1984, no enredo "Contos de Areia", que deu o 21º campeonato do Carnaval do Rio de Janeiro à escola.
*SAMBA ENVIADO PELO AMIGO, JORNALISTA GUARÁ MATOS A QUEM AGRADEÇO A GENTILEZA E SENSIBILIDADE!
*Portela (1984)"Contos de Areia"(Dedé da Portela e Norival Reis)
Ê Bahia...
Bahia é um encanto a mais
Visão de aquarela
E no ABC dos Orixás
Oranian é Paulo da Portela
Um mundo azul e branco
O deus negro fez nascer
Paulo Benjamim de Oliveira
Fez esse mundo crescer (okê, okê)
Okê-okê Oxossi
Faz nossa gente sambar
Okê-okê, Natal
Portela é canto no ar
Okê-okê Oxossi
Faz nossa gente sambar
Okê-okê, Natal
Portela é canto no ar
Jogo feito, banca forte
Qual foi o bicho que deu?
Deu Águia, símbolo da sorte
Pois vintes vezes venceu
É cheiro de mato
É terra molhada
É Clara Guerreira
Lá vem trovoada
É cheiro de mato
É terra molhada
É Clara Guerreira
Lá vem trovoada, Epa hei!
Epa hei, Iansã! Epa hei!
Epa hei, Iansã! Epa hei!
Na ginga do estandarte
Portela derrama arte
Neste enredo sem igual
Faz da vida poesia
E canta sua alegria
Em tempo de Carnaval
Ê Bahia...
*Fontes:
*Jornalista Luís Carlos Magalhães www.odianafolia.com.br

*"IPCN 35 ANOS! Uma Escola de Formação Política"* Convida a todos(as) para o Seminário: Memória das Grandes Lideranças* 23 e 24/11 no CEDIM - RJ*



CONVIDAMOS A TOD@S PARA PARTICIPAREM DO NOSSO SEMINÁRIO QUE TEM POR OBJETIVO GRAVAR AS MEMÓRIAS DESSAS GRANDES LIDERANÇAS NACIONAIS E ESTADUAIS QUE FARÃO PARTE DO DOCUMENTÁRIO IPCN 35 ANOS! UMA ESCOLA DE FORMAÇÃO POLÍTICA.

SENTIMO-NOS HONRADOS COM A PRESENÇA DE
TOD@S VOCÊS!



*MESTRE DE CERIMÔNIA:

Adagoberto Arruda – Professor, Ator e Diretor Administrativo e de Patrimônio do IPCN
*DIA: 23 DE NOVEMBRO DE 2009
● O IPCN HOMENAGEIA

● 18:00h 1ª Mesa – Abertura do Seminário com saudações das autoridades.

● 19:00h 2ª Mesa – A INFLUÊNCIA DO IPCN NO COMBATE AO RACISMO NACIONAL

*DIA: 24 DE NOVEMBRO DE 2009

● 18:00h 1ª Mesa – A CONSTRUÇÃO DO MOVIMENTO NEGRO NO RJ – DÉCADAS DE 70/80

● 20:00h 2ª Mesa - EXPERIÊNCIAS DE GESTÃO, CONQUISTAS, DIFICULDADES E LEGADOS

*Informações gentilmente enviadas através de Email por Vera Lúcia Nascimento(Semec- Japeri) e Aduni Benton (UNEGRO) as quais agradecemos! Maiores informações e programação completa no Blog do IPCN: http://institutodepesquisadasculturasnegras. blogspot. com/

quinta-feira, 19 de novembro de 2009

♫GABRIELZINHO DO IRAJÁ E CHORO MALANDRO no Equilíbrio - Espaço Multidisciplinar de Niterói - NÃO PERCAM!!♫

Eis um evento que vale a pena prestigiar, o lugar, o Equilíbrio - Espaço Multidisciplinar, é também um haras, destinado ao tratamento de pessoas com as mais diferentes dificuldades. Uma das terapias é feita com a ajuda de cavalos, que são criados no espaço, que fica bem perto do trevo de Maria Paula Niterói - há um anúncio no local.
O ingresso dá direito a uma camisa e a uma deliciosa feijoada e podem ser reservados ou adquiridos nos pontos de venda abaixo ou nos telefones: 8886-7727 (Cathia) - 9572-8191 (Christina) - 7614-2333 - (Aline) e 9767-9978 (Cristiane).

Não percam! Essa é aprimeira edição de uma série de eventos destinados a inclusão social. Gabrielzinho do Irajá é nosso primeiro presente. Outros virão!!!

PROMOÇÃO:

Espaço Cultural Coisas da Antiga
Av. Ewerton Xavier (antiga Avenida Central), 3360
Niterói /RJ - Tel.: 2703-3330

Dona Fuxico & seu botão
Rua Major Ávila, 140, Tijuca/RJ
(Em frente a igreja Santo Afonso) - Tel.:2567-9178

Escola Nossa
Estrada Caetano Monteiro, 867 C –
Pendotiba - Niterói / RJ - Tel.: 2616-4200

*Informações Gentilmente Enviadas através de email pela Amiga Profª Christina Abreu*

*''OS NOVE PENTES D'ÁFRICA'' - Livro de CIDINHA DA SILVA*


''Os nove pentes d'África'' de Cidinha da Silva


A história construída em 56 páginas, com ilustração da atriz e artista plástica Iléa Ferraz, é lançamento da Mazza Edições, editora de Belo Horizonte, Minas Gerais. Na micro apresentação de seu novo livro, Cidinha da Silva expressa que “Os nove pentes d'África" tecem um bordado de poesia e surpresa na tela de uma família negra brasileira. Os pentes herdados pelos nove netos de Francisco Ayrá, personagem condutor, são a pedra de toque para abordar a pulsão de vida presente nas experiências das personagens e rituais cotidianos da narrativa. O livro de Cidinha da Silva cativa pela descrição minuciosa do universo das relações familiares, pela reverência à sabedoria dos mais velhos e à ancestralidade africana.
*Informações Enviadas através de email pelo Boletim Casa Das Áfricas

terça-feira, 17 de novembro de 2009

♫I COLÓQUIO INTERNACIONAL SABERES DA DIÁSPORA AFRICANA NO BRASIL - 25/11 a 01/12/09 na UERJ♫

Trem e música: componentes tradicionais das comunidades negras nas Américas. Confirmando essa tradição, no início do século XX, e fugindo da perseguição imposta pela elite às práticas simbólicas negras, Paulo da Portela e seus companheiros de escola reuniam-se no trem (que foi transformado em "sede social"), na volta do trabalho, cantando e tocando samba.
*
Bem mais tarde, em 1991, Marquinhos de Oswaldo Cruz (cantor e compositor portelense) vai também utilizar o trem como um espaço para reunião de sambistas. Também fugindo da repressão às vozes e ritmos negros, Marquinhos e um grupo de sambistas refazem no trem a rota da diáspora dos descendentes de escravos expulsos do centro da cidade. Buscavam mostrar à cidade, a música que era produzida no subúrbio e, em especial, no desconhecido bairro de Oswaldo Cruz.
*
Um vagão de trem continuou a ser utilizado ainda em 1992. No entanto, foi em 1996 que o "Pagode do Trem" passou a comemorar o Dia Nacional do Samba. Assim, Marquinhos inventa uma forma original de celebrar o dia 02 de dezembro, relembrando a trajetória do povo negro que com a reforma Pereira Passos, foi expulso dos lugares nobres da cidade para os subúrbios e morros.
*
Nesse ano, em conjunto com a comemoração do Dia Nacional do Samba, propomos a realização de um colóquio onde discutiremos a história da cultura musical negra brasileira, que contará com a presença de pesquisadores renomados, além de artistas do mundo do samba.
A Culminância do Evento acontecerá no dia 02/12/09 DIA NACIONAL DO SAMBA com o evento TREM DO SAMBA saindo da Estação Central do Brasil.
*
Coordenação Geral: Profª Dra Denise Barata – UERJ Comissão Organizadora: Marcos Sampaio de Alcantara (Marquinhos de Oswaldo Cruz) – Cantor e Compositor e Mestrandos da UERJ.
*
*
*REALIZAÇÃO:
*Laboratório de Oralidade e Memória Africana e da Diáspora
*Programa de Pós-Graduação em Políticas Públicas e Formação Humana
*Universidade do Estado do Rio de Janeiro
*Rua São Francisco Xavier, 524 - Pavilhão João Lyra Filho12° Andar - Bloco F - Sala 12.111 - Maracanã - Rio de Janeiro.

segunda-feira, 16 de novembro de 2009

*JAPERI MOSTRA SUA CARA NEGRA - IVª SEMANA DA CONSCIÊNCIA NEGRA DE JAPERI* Participarei com 2 Palestras*



*Caros Amigos, Estarei Participando da IVª SEMANA DA CONSCIÊNCIA NEGRA DE JAPERI, Município do qual sou Professora. Quem tiver oportunidade de passar por lá conhecerá a hospitalidade do povo Japeriense e os trabalhos de importantes professores da rede junto ao Núcleo Étnico Racial e de Gênero.

Dia 18/11/09 - Estarei na Escola Bernadino de Campos próximo a Estação de Engenheiro Pedreira -Lado direito de quem sobe de trem, com a Palestra: "Sons e Danças dos Negros no Brasil"

Dia 19/11/09 - Estarei na Escola Ary Schiavo, na Praça Manoel Marques, nº 53 -Em frente a Estação de Japeri com a Palestra: "Cultura Afro-brasileira na Escola: Redescobrir, vivenciar, compartilhar"

*Informações Semec Japeri nas pessoas de Kátia Bonilha e Vera Lúcia Nascimento. Sobre a Escola Bernadino de Campos informações de Denise Guerra.

♫A DANÇA NEGRA NO VIDEO E NO CINEMA -Centro Coreográfico do Rio - Destaque de 17/11: "O BALÉ DE PÉ NO CHÃO" e "SUA MAJESTADE, O DELEGADO!"♫

♫IMPERDÍVEL: A DANÇA NEGRA NO VÍDEO E NO CINEMA♫

♫Destaque para o DIA: 17/11/2009:

♫14:00 horas: O BALÉ DE PÉ NO CHÃO - de Lílian Solá Santiago. *Documentário sobre a vida de MERCEDES BATISTA -Primeira Bailarina Negra do Teatro Municipal, criadora da DANÇA AFRO-Brasileira♫
*
♫17:00 horas: SUA MAJESTADE, O DELEGADO! - de Clementino Jr. Documentário sobre a vida do lendário Mestre e Sala, Passista e Músico DELEGADO DA MANGUEIRA.
*
LOCAL: CENTRO COREOGRÁFICO DO RIO DE JANEIRO
Rua: José Higino, Nº 115 - Tijuca - Rio de Janeiro

*Informações gentilmente enviadas por email pelo Amigo e Cineasta Clementino Jr.

domingo, 15 de novembro de 2009

♫Festa MAKULA com Show da 1ª Banda de Afrobeat do Brasil: ABAYOMI AFROBEAT ORQUESTRA, no Kalesa, 19/11, 5ª, véspera de Zumbi!♫

A última edição do ano da MAKULA, a festa 100% África, acontece no CABARET KALESA (R. Sacadura Cabral, 61 – pça Mauá), Dia 19 de Novembro, próxima 5ª feira, véspera do Dia da Consciência Negra (Zumbi vive!!!), a partir das 23h!, e vai receber a ABAYOMY AFROBEAT ORQUESTRA, a 1ª orquestra de afrobeat do Brasil!


A ABAYOMY debutou no FELA DAY carioca deste ano, evento dedicado à celebração do nome de Fela Anikulapo Kuti, o gênio inventor do afrobeat! Na ocasião, a MAKULA também marcou presença! A História assistiu a tudo da 1ª fila, e pediu bis! E também já reservou o mesmo lugar, dia 19!
*
Os DJs Lucio Branco, Zé McGill e Gustavo Benjão convocam os apreciadores do afrobeat, afrosoul, vodoo funk, highlife, juju music e afins para mais esta celebração histórica! Para entrar na LISTA AMIGA (R$10,00) até 00:00h, mandem nomes completos para festamakula@gmail.com! Favor mandar os nomes até 20:00hs do dia da festa!
E não esqueçam: programa MAKULA, ao vivo, toda 5ª feira, das 17hs às 19hs, ou em Programas Gravados, em www.radiogruta.comhttp://www.myspace.com/festamakula
*ZUMBI E FELA VIVEM!!!
*AFROBEAT NO GO DIE!!!
*Informações gentilmente enviadas através de Email pela Equipe Makula*

quinta-feira, 12 de novembro de 2009

*Coquetel de Lançamento da Exposição e do Catálogo ÁFRICA EM NÓS* 17/11/09 - 19h - no MUSEU AFRO BRASIL de São Paulo*

*O Governo de São Paulo e a Secretaria de Estado da Cultura, por meio da Assessoria de Cultura para Gêneros e Etnias tem o prazer de convidá-los(as) para o coquetel de lançamento da exposição e do catálogo África em Nós.

*Museu Afro Brasil - Pavilhão Padre Manoel da Nóbrega

*Parque Ibirapuera / Portão 10 - São Paulo, SP - CEP 04094-050

*Fone: (11) 5579-0593

*17 de novembro às 19h

*ENTRADA GRATUITA!

*Informações gentilmente enviadas através de Email pela Assessoria de Cultura para Gêneros e Etnias da Secretaria de Estado da Cultura do Governo de São Paulo na pessoa de Luana Antunes Costa.

quarta-feira, 11 de novembro de 2009

* A PALLAS EDITORA e o G.R.E.S SALGUEIRO Convidam para o Lançamento do Livro OS IBEJIS E O CARNAVAL da Profª HELENA THEODORO*


*Dia 15/11/09 - 16h - LANÇAMENTO DO LIVRO OS IBEJIS E O CARNAVAL - Da Profª HELENA THEODORO- pela Editora Pallas - NO G.R.E.S. ACADÊMICOS DO SALGUEIRO - Rua Silva Teles, 104 - Andaraí - Rio de Janeiro*

♫Cine Clube Atlântico Negro Apresenta:♫EL BENNY- Drama Musical Cubano♫ 13/11/09 - 19h - no TEMPO GLAUBER♫

*EL BENNY é a Atração Musical do Cineclube Atlântico Negro Nesta Sexta-Feira, Em Parceria com a Mostra de Cinema Cubano de Curitiba. Venham Ver o Maior Sucesso dos Últimos Anos do Cinema Cubano!

*Dia: 13/11/2009 - 19 Horas
*Local: TEMPO GLAUBER - Rua Sorocaba, 190 - Botafogo.

*Após a sessão, debate com Dario Pontes Regis, curador da Mostra de Cinema Cubano de Curitiba 2009.

*Informações gentilmente enviadas através de email pelo Produtor, Curador e Criador do Cine Clube Atlântico Negro Clementino Jr.

terça-feira, 10 de novembro de 2009

*Cinema,Dança, Percussão: JONGÁ - CANTOS DE FÉ, DE TRABALHO E DE ORGIA no CAIXA CULTURAL - Centro do Rio de janeiro - de 17 a 20/11/09 Sempre à Tarde*

*JONGÁ -CANTOS DE FÉ, DE TRABALHO E DE ORGIA*
Curadoria de Délcio Teobaldo e Clementino Jr.

*Dias 17 a 20 de Novembro de 2009*
*Horários 15:30h, 17:30h e 19:30h
*Local: Caixa Cultural - Av. Almirante Barroso, nº25 Centro- Rio de janeiro
*Informações Gentilmente Enviadas através de email pelo Amigo Clementino Jr.

sábado, 7 de novembro de 2009

ÁFRICA EM NÓS: III ENCONTRO DE CULTURA E LITERATURA* 16 e 17/11/09 - Universidade Veiga de Almeida*



*MESAS-REDONDAS, OFICINAS, EXPOSIÇÕES, LANÇAMENTOS DE

LIVROS, APRESENTAÇÕES CULTURAIS, ENTRE OUTRAS ATIVIDADES!*

*Produção: NEGA e Universidade Veiga de Almeida.

*Coordenação: profª dra. Cristina Prates juntamente com Adriana Milagres.

*Informações gentilmente enviadas pela produção do evento através de email*

sexta-feira, 6 de novembro de 2009

*O Cine Negro Sankofa Apresenta: ZUMBI SOMOS NÓS - 11/11/09 - 18:45h -UERJ* Evento Gratuito!*


O Cine Negro Sankofa Apresenta:
*ZUMBI SOMOS NÓS*

Flávio Sant´ana morreu por ser negro. Mesmo pertencente às camadas médias e dentista formado recentemente. Morreu numa movimentada avenida de São Paulo, quando foi confundido com um ladrão e foi executado de forma fulminante sem ter esboçado nenhuma reação.Fica evidente a postura e ação racista contido na atuação da polícia, e também pela expressão utilizada pelo braço do Estado: elemento suspeito cor padrão. Ao investigarmos as raízes do racismo policial, a origem da polícia, em especial no Brasil, explicita que sua função é a repressão e o controle social das populações excluídas e a proteção da propriedade das elites, e não a proteção do cidadão. O negro mesmo diante dos avanços dos Direitos Humanos fica relegado a cidadão de segunda categoria, comprovado em indicadores sociais em que jovem negro e morador de áreas periféricas vítimas deste sistema de genocídio da juventude negra pelo país.A polícia, e os policiais, acabam refletindo a organização geral da sociedade que, no caso brasileiro, tem uma forte herança escravocrata.
*Dia 11 de Novembro de 2009, quarta-feira às 18:45h
*UERJ: Rua São Francisco Xavier, 524, Maracanã. Auditorio 93 - 9ºandar.
*Informações enviadas gentilmente através de email pelo Coletivo Sankofa*

quinta-feira, 5 de novembro de 2009

*VIDEOTECA PANORAMA no Centro Coreográfico do Rio: CORPO E A DANÇA EM EVIDÊNCIA* 06 A 14/11/09 Veja o Programa Abaixo*

*TEMAS*

*ESTÓRIAS NO CORPO *CORPOS POLÍTICOS * *DANÇA E MULTIMÍDIA *RECONSTRUIR O ESPAÇO*


*Local: Centro Coreográfico do Rio
*Rua José Higino, 115 - Tijuca - RJ.
*Maiores Informações nos Telefones: 2570.1247 ou 2268.7139
*Flyer Gentilmente Enviado através de Email pelo Centro Coreográfico do Rio de Janeiro*

terça-feira, 3 de novembro de 2009

♫Homenagem à MESTRE FULEIRO num Brilhante Samba de Dona Ivone Lara e Bruno Castro: APITO DE OURO ♫

*Fotos do Arquivo pessoal do Músico e Amigo Bruno Castro: Acima com Dona Ivone Lara no Teatro Rival; Abaixo o sorriso da cumplicidade em mais uma brilhante composição*

"APITO DE OURO”, é um lindo Samba composto por D. Ivone Lara e Bruno Castro (Músico cavaquinista), em homenagem a MESTRE FULEIRO, Sambista e Jongueiro do Império Serrano e da Serrinha. A música inédita até então, foi gravada agora pelo cordão do Boitatá e traz Bruno Castro, no cavaquinho, Lenildo Gomes, no bandolim, e Paulino Dias, na cuíca, no repique e no tamborim.
APITO DE OURO - (Dona Ivone Lara e Bruno Castro)

A sua ausência me dói pra valer
E o samba é triste sem a sua voz
Anjo feroz

Que enfrentou vendavais
E foi pra mim muito mais
Que um bamba

Foi um sambista genial
Harmonizando o carnaval
Foi na matriz imperial
O maior diretor de samba

Do império ele partiu como um guerreiro
E subindo a balaiada viu nosso Senhor
Despediu-se dos sambistas e jongueiros
E o povo da Serrinha chorou

Na avenida comandava com muita raça
E a escola desfilava . Quanta empolgação!
Seu apito era de ouro de verdade
Salve o Mestre Fuleiro , que saudade
*Informações, letras, Mp3 e Fotos enviadas gentilmente pelo Músico Bruno Castro. Infelizmente não consegui postar o Mp3 e sugiro então que ouçam a mais recente gravação de Dona Ivone Lara com o grupo Cordão do Boitata, e o cavaquinho de Bruno Castro no site: http://www.cordaodoboitata.com.br/

segunda-feira, 2 de novembro de 2009

*Lançamento do Livro: A VERDADEIRA HISTÓRIA DO DIREITO CONSTITUCIONAL NO BRASIL - UERJ - Tetro Noel Rosa - 26/11/09 - 18h*



*Informo o Lançamento do Livro:

*A VERDADEIRA HISTÓRIA DO DIREITO CONSTITUCIONAL NO BRASIL: Desconstruindo o Direito do Opressor, Construindo o Direito do Oprimido*

*Autor: WILSON PRUDENTE

*DIA 26/11/2009 - 18:00horas
*Local: Teatro Noel Rosa - UERJ - Rua São Francisco Xavier, 524 - Maracanã - Rio de Janeiro

*Informações gentilmente enviadas através de email pela amiga Vera Lúcia N. Fernandes.

domingo, 1 de novembro de 2009

♫Aos Dançarinos, Simpatizantes e Amantes da DANÇA DE SALÃO Disponibilizo a Agenda do Mês de Novembro/2009 da BANDA BRASIL SHOW♫


♫AGENDA DE NOVEMBRO BANDA BRASIL SHOW♫
*01__Dom__C. IRSRAELITA BRASILEIRO (Copacabana)__21:00h
*02__Seg__CASTELO DA PAVUNA (Pavuna)__19:30h

*04__Qua__W. K. GOURMET CLUB (Campinho)__19:00h
*06__Sex__CASA DE VISEU (Vicente Carvalho)__18:30h
*07__Sáb__PARTICULAR __22:00h
*08__Dom__GRES IMPERIO SERRANO (Madureira)__20:00h
*09__Seg__CASTELO DA PAVUNA (Pavuna)__19:30h
*13__Sex__WEST SHOW (Campo Grande)__17:00h
*14__Sab__BC DO BARRIGA (Cordovil)__22:00h
*15__Dom__FAZENDA SÃO JOSÉ (Tinguá)__10:00h
*15__Dom__GRES IMPERIO SERRANO (Madureira)__17:00h
*16__Seg__CASTELO DA PAVUNA (Pavuna)__19:30h
*19__Qui__CASA DO MINHO (Cosme Velho)__20:00h
*20__Sex__GREMIO DE ROCHA MIRANDA (Rocha Miranda)__20:00h
*21__Sab__ESPAÇO COLUMBIA (Valqueire)__20:00h
*23__Seg__CASTELO DA PAVUNA (Pavuna)__19:30h
*27__Sex__WEST SHOW (Campo Grande)__17:00h
*28__Sab__CANTO DO RIO (Niterói)__21:00h
*29__Dom__C. DEMOCRÁTICOS (Lapa)__20:00h
*30__Seg__CASTELO DA PAVUNA (Pavuna)__19:30h


*Agenda enviada gentilmente através de email pela Banda Brasil Show - Músicos Bugatty e José Carlos*

*imperdível: III ENCONTRO DE CINEMA NEGRO BRASIL, ÁFRICA E AMÉRICAS - 09 A 18/11/09 - Curadoria: ZÓZIMO BULBUL*

*Flyer gentilmente enviado através de email pela amiga Geny Guimarães*

♫ESCOLA DE MÚSICA PENTAGRAMA♫ Direção Mapinha * Músico-Professor♫

♫ESCOLA DE MÚSICA PENTAGRAMA♫ Direção Mapinha * Músico-Professor♫
♫VIOLÃO * CAVAQUINHO * GUITARRA * BAIXO * FLAUTA * SAXOFONE * TROMPETE * TROMBONE * CLARINETE * GAITA * PIANO * TECLADO * CANTO * BATERIA * PERCUSSÃO GERAL♫ RUA IGARATÁ, Nº566 - MARECHAL HERMES - Rio de Janeiro* TEL(S):3456-1510/8133-3559* www.empentagrama.kit.net

*Registrado no Creative Commons*

Licença Creative Commons
Afro-Corporeidade e Africanidades de Denise Guerra dos Santos é licenciado sob uma Licença Creative Commons Atribuição-Uso não-comercial-Vedada a criação de obras derivadas 3.0 Unported.
Based on a work at afrocorporeidade.blogspot.com.
Permissions beyond the scope of this license may be available at http://afrocorporeidade.blogspot.com.

*FRUTOS DA DIÁSPORA AFRICANA*

*ACESSE http://www.africaeafricanidades.com.br*

*ACESSE  http://www.africaeafricanidades.com.br*

*"Capoeira é de Todos e de Deus. Mundo e gentes têm mandinga, Corpo tem Poesia, Capoeira tem Axé"*

*"Capoeira é de Todos e de Deus. Mundo e gentes têm mandinga, Corpo tem Poesia, Capoeira tem Axé"*
*Frase do Livro "Feijoada no Paraíso" Besouro*
Related Posts with Thumbnails

♫SUGESTÕES BIBLIOGRÁFICAS♫

  • *CASCUDO, Luís da Câmara. Dicionário do Folclore Brasileiro. 6ª edição. Belo Horizonte: Itatiaia, 1988.
  • *COSTA, Clarice Moura. O Despertar para o outro: Musicoterapia. São Paulo: Summus Editorial, 1989.
  • * FREGTMAN, Carlos Daniel. Corpo, Música e Terapia. São Paulo: Editora Cultrix Ltda,1989.
  • *EVARISTO, Conceição. Ponciá Vicêncio. Belo Horizonte: Mazza Edições, 2003.
  • * FREYRE, Gilberto. Casa grande e Senzala. 50ª edição. São Paulo: Global Editora, 2005.
  • *HOBSBAWN, Eric J. História Social do Jazz. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 1990.
  • *LOPES, Nei. Bantos, Malês e Identidade Negra. Belo Horizonte: Autêntica, 2006.
  • *_________. Dicionário Escolar Afro-Brasileiro. São Paulo: Selo Negro, 2006.
  • *_________. Enciclopédia Brasileira da Diáspora Africana. São Paulo: Selo Negro, 2004.
  • *_________. O Negro no Rio de Janeiro e sua Tradição Musical: Partido Alto, Calango, Chula e outras Cantorias. Rio de Janeiro: Pallas, 1992.
  • PEREIRA, José Maria Nunes. África um Novo Olhar. Rio de Janeiro: CEAP, 2006.
  • *RAMOS, Arthur. O Folclore Negro do Brasil. São Paulo: Martins Fontes, 2007.
  • *ROCHA, Rosa M. de Carvalho. Almanaque Pedagógico Afro-Brasileiro: Uma proposta de intervenção pedagógica na superação do racismo no cotidiano escolar. Belo Horizonte: Mazza Edições, 2006.
  • *___________. Educação das Relações Étnico-Raciais: Pensando referenciais para a organização da prática pedagógica. Belo Horizonte: Mazza Edições, 2007.
  • *ROSA, Sônia. CAPOEIRA(série lembranças africanas). Rio de Janeiro: Pallas, 2004.
  • *__________. JONGO(série lembranças africanas). Rio de Janeiro: Pallas, 2004.
  • *___________. MARACATU(série lembranças africanas). Rio de Janeiro: Pallas, 2004.
  • *SANTOS, Inaicyra Falcão. Corpo e Ancestralidade: Uma proposta pluricultural de dança-arte-educação. São Paulo: Terceira Margem, 2006.
  • *SODRÉ, Muniz. Samba o Dono do Corpo. Rio de Janeiro: Mauad, 1998.
  • TINHORÃO, José Ramos. Música Popular Brasileira de Índios, Negros e Mestiços.RJ: Vozes, 1975.
  • _________ Os sons dos negros no Brasil. São Paulo: Art Editora, 1988.