♫AMIGOS DO AFRO CORPOREIDADE♫

segunda-feira, 7 de novembro de 2011

*II JORNADA DE EDUCAÇÃO por uma infância sem racismo promovido pelo UNICEF entre outros - 04, 05 e 06/11/2011 - em Nova Iguacú - RJ*

*Este é o altar da oficina do G.T. Corporeidade que ministrei junto com as professoras Kiusam Oliveira e Mônica Miguel.  No altar estão memórias brincantes, livros indicativos de onde pesquisar, brincadeiras africanas como o AIÚ, os Eggs que uso para algumas brincadeiras, a peteca representando os curumins indígenas entre outras coisas.

*Crianças de uma escola de Nova Iguaçú com o projeto de percussão em latas, lindos!!!
*Meninas do colégio AIACOM arrasaram com a coreografia sobre o racismo! Parabéns!
*Iniciando os trabalhos: profºAugusto Werneck (PUC e procurador de NI) , profª Wânia Santana (consultora da Petrobras para questões da diversidade), Srº Jacques Schwarzstein (UNICEF).
*Na chegada da Jornada uma linda pirâmide africana*
*Profª Kiusam e Mônica Miguel estimulando a corporeidade da turma no primeiro dia da nossa oficina.
*Todas as atenções para a palavra que move "Corporeidade"! ao fundo de camisa azul, Srº Jacques representante do UNICEF no Rio de Janeiro; aqui à direita de camisa branca Israel de Oliveira que deixou a seguinte frase sobre o trabalho de corporeidade do segundo dia de oficina:  
“O lugar do preconceito não tem que existir, ele tem que ser desconstruído.” (Israel de Oliveira, participante do G.T. Corporeidade)
*ProfªKiusam mostrando a corporeidade na capoeira e os participantes da oficina interagindo lindamente!
*Profª Monica Miguel à esquerda, profª Kiusam Oliveira no centro, e  Denise Guerra à direita,  foram as três dinamizadoras do Grupo de Trabalho Corporeidade
*Dançando o Cacau da Bahia!
*Senuá - música infantil de Gana ensinada pelo profº Drº Kofi Gbongolo (Gana).


*Obwisana - música infantil de Gana (domínio público), com participação especial da pequena e linda Rebeca!


*Adjeiê, Adjôiô brincadeira de Gana. 




*Só feras palestrando: Nilma Lino Gomes CNE, Amaury Mendes, Sr. Jacks representante do UNICEF Rio de Janeiro e outras autoridades...
No último dia, discutindo a apresentação que faremos em seguida.
*Ensaiando!
*A turma de guerreiros nagôs que ficaram para o final da jornada e da oficina junto com a profª Azoilda! 
*Apresentando em slide um resumo da nossa oficina e as conclusões do G.T Corporeidade: 
Conclusão do Grupo...

n      À proposta deixada pela profª Azoilda: O que precisamos saber para fomentar uma prática afirmativa nas escolas?
n      Compartilhar e vivenciar muitos saberes!
n      Desconstruir preconceitos, valorizar a igualdade!
n      Reaprender com o outro, mudando os sentidos depreciativos!
n      Sentir, pensar, agir, interagir com o presente divino que é a Corporeidade em sua totalidade!  
*O canto dos Índios Kraós, eu aqui na ponta regendo este coro lindo!

*Os Guerreiros Nagôs jogavam caxangá, mas, os escravos de jó vieram depois para jogar e mudaram tudo conforme a vontade do colonizador...

*Salamaleico - desejo de paz para a casa, escola, empresa, espaço onde vc estiver
*Aqui explicando as atividades com o amigo César Marques a direita, um Griôt maravilhoso! e a profª Azoilda, mais a direita, a escolha da música Salamaleico foi em homenagem a ela pois, ela adora esta música!
*Salamaleico desejo de paz para o seu semelhante...

*Salamaleico desejo de paz para si mesmo!


*Salamaleico no abraço coletivo o desejo de paz para todo o mundo!
Considerações finais...
“Nos quilombos, nas aldeias, ou nas escolas, lugares feitos para agregar pessoas, conhecimentos, cumplicidades, interesses mútuos e resistências culturais, sempre houve e sempre haverá uma boa causa para fazer valer nossas essências humanas. Que a educação no Brasil possa ser plural,voltada para a diversidade e contra toda forma de discriminação. Que nós possamos nos comprometer com a verdade, a justiça, a honestidade, e com o respeito as nossas Heranças Ancestrais.”
                        (Denise Guerra)

Agradecimentos...
n      À UNICEF, Se essa rua fosse minha, A cor da cultura, TV escola, Município de Nova Iguaçú, profª Azoilda, profº César Marques, demais organizadores, colaboradores e a todos e todas que participaram do G.T. Corporeidade!
n      Finalizando... Vejam alguns momentos do G.T. Corporeidade...

A Esperança é o pilar do mundo
(provérbio africano)
 FIM

*Atenção participantes do GT Corporeidade, enviei email com o material escrito e 5 deles voltaram. Por favor, quem não recebeu meu email reenviem seus emails para eu mandar novamente o texto que foi pedido. Abçs!

Nenhum comentário:

♫ESCOLA DE MÚSICA PENTAGRAMA♫ Direção Mapinha * Músico-Professor♫

♫ESCOLA DE MÚSICA PENTAGRAMA♫ Direção Mapinha * Músico-Professor♫
♫VIOLÃO * CAVAQUINHO * GUITARRA * BAIXO * FLAUTA * SAXOFONE * TROMPETE * TROMBONE * CLARINETE * GAITA * PIANO * TECLADO * CANTO * BATERIA * PERCUSSÃO GERAL♫ RUA IGARATÁ, Nº566 - MARECHAL HERMES - Rio de Janeiro* TEL(S):3456-1510/8133-3559* www.empentagrama.kit.net

*Registrado no Creative Commons*

Licença Creative Commons
Afro-Corporeidade e Africanidades de Denise Guerra dos Santos é licenciado sob uma Licença Creative Commons Atribuição-Uso não-comercial-Vedada a criação de obras derivadas 3.0 Unported.
Based on a work at afrocorporeidade.blogspot.com.
Permissions beyond the scope of this license may be available at http://afrocorporeidade.blogspot.com.

*FRUTOS DA DIÁSPORA AFRICANA*

*ACESSE http://www.africaeafricanidades.com.br*

*ACESSE  http://www.africaeafricanidades.com.br*

*"Capoeira é de Todos e de Deus. Mundo e gentes têm mandinga, Corpo tem Poesia, Capoeira tem Axé"*

*"Capoeira é de Todos e de Deus. Mundo e gentes têm mandinga, Corpo tem Poesia, Capoeira tem Axé"*
*Frase do Livro "Feijoada no Paraíso" Besouro*
Related Posts with Thumbnails

♫SUGESTÕES BIBLIOGRÁFICAS♫

  • *CASCUDO, Luís da Câmara. Dicionário do Folclore Brasileiro. 6ª edição. Belo Horizonte: Itatiaia, 1988.
  • *COSTA, Clarice Moura. O Despertar para o outro: Musicoterapia. São Paulo: Summus Editorial, 1989.
  • * FREGTMAN, Carlos Daniel. Corpo, Música e Terapia. São Paulo: Editora Cultrix Ltda,1989.
  • *EVARISTO, Conceição. Ponciá Vicêncio. Belo Horizonte: Mazza Edições, 2003.
  • * FREYRE, Gilberto. Casa grande e Senzala. 50ª edição. São Paulo: Global Editora, 2005.
  • *HOBSBAWN, Eric J. História Social do Jazz. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 1990.
  • *LOPES, Nei. Bantos, Malês e Identidade Negra. Belo Horizonte: Autêntica, 2006.
  • *_________. Dicionário Escolar Afro-Brasileiro. São Paulo: Selo Negro, 2006.
  • *_________. Enciclopédia Brasileira da Diáspora Africana. São Paulo: Selo Negro, 2004.
  • *_________. O Negro no Rio de Janeiro e sua Tradição Musical: Partido Alto, Calango, Chula e outras Cantorias. Rio de Janeiro: Pallas, 1992.
  • PEREIRA, José Maria Nunes. África um Novo Olhar. Rio de Janeiro: CEAP, 2006.
  • *RAMOS, Arthur. O Folclore Negro do Brasil. São Paulo: Martins Fontes, 2007.
  • *ROCHA, Rosa M. de Carvalho. Almanaque Pedagógico Afro-Brasileiro: Uma proposta de intervenção pedagógica na superação do racismo no cotidiano escolar. Belo Horizonte: Mazza Edições, 2006.
  • *___________. Educação das Relações Étnico-Raciais: Pensando referenciais para a organização da prática pedagógica. Belo Horizonte: Mazza Edições, 2007.
  • *ROSA, Sônia. CAPOEIRA(série lembranças africanas). Rio de Janeiro: Pallas, 2004.
  • *__________. JONGO(série lembranças africanas). Rio de Janeiro: Pallas, 2004.
  • *___________. MARACATU(série lembranças africanas). Rio de Janeiro: Pallas, 2004.
  • *SANTOS, Inaicyra Falcão. Corpo e Ancestralidade: Uma proposta pluricultural de dança-arte-educação. São Paulo: Terceira Margem, 2006.
  • *SODRÉ, Muniz. Samba o Dono do Corpo. Rio de Janeiro: Mauad, 1998.
  • TINHORÃO, José Ramos. Música Popular Brasileira de Índios, Negros e Mestiços.RJ: Vozes, 1975.
  • _________ Os sons dos negros no Brasil. São Paulo: Art Editora, 1988.