♫AMIGOS DO AFRO CORPOREIDADE♫

domingo, 25 de julho de 2010

*Conceição Evaristo na Solenidade de Abertura do VI Copene!*

*Dia 26 de julho Conceição Evaristo ministrará a palestra de solenidade de abertura do VI Copene, discursando sobre o tema principal do Congresso: “Afrodiasporas: saberes pós-coloniais, poderes e movimentos sociais”.

Doutoranda em Letras (Literatura Comparada) pela UFF- Universidade Federal Fluminense, com Mestrado em Letras pela PUC Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro (1996) e Graduação em Letras pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (1990), Conceição Evaristo atua nas áreas de Letras e Educação, com ênfase em gênero e etnia.

Poetisa e romancista, cuja obra literária tem sido estudada por pesquisadores brasileiros e estrangeiros, tem parte da sua produção poética publicada em Cadernos Negros, editados pela Quilombhoje. Seus romances, Ponciá Vicêncio (1ª. Edição em 2003 e 2ª. Edição em 2005) e Becos da Memória (2006), foram editados pela Mazza Edições, tendo sido o primeiro selecionado para o Concurso de Vestibular 2008 para ingresso na UFMG, e traduzido para a língua inglesa, em edição da Host Publications, Inc., USA.

Atua também como assessora e presta consultoria em assuntos afro-brasileiros, literatura, educação, gênero e etnia a pesquisadores brasileiros e estrangeiros.
A autora é também conhecida mundialmente por suas estórias e reflexões sobre questões relacionadadas à tematica do universo feminino e da cultura afro.

Em entrevista concedida à Revista Raça Brasil, a Drª Conceição Evaristo critica os estereótipos artísticos que pairam sobre a mulher negra e defende a educação como a melhor ferramenta de acesso à igualdade.
Leia a seguir uma de suas poesias. Esta já é uma amostra da sensibilidade e importância de sua obra, além de um bom presságio do que presenciaremos no dia 26 de julho, na solenidade de abertura do VI COPENE!

Conceição Evaristo: “De mãe”

O cuidado de minha poesia
Aprendi foi de mãe
mulher de pôr reparo nas coisas
e de assuntar a vida.
A brandura de minha fala
na violência de meus ditos
ganhei de mãe
mulher prenhe de dizeres
fecundados na boca do mundo.
Foi de mãe todo o meu tesouro
veio dela todo o meu ganho
mulher sapiência, yabá*,
do fogo tirava água
do pranto criava consolo.
Foi de mãe esse meio riso
dado para esconder
alegria inteira
e essa fé desconfiada,
pois, quando se anda descalço
cada dedo olha a estrada.
Foi mãe que me descegou
para os cantos milagreiros da vida
apontando-me o fogo disfarçado
em cinzas e a agulha do
tempo movendo no palheiro.
Foi mãe que me fez sentir
as flores amassadas
debaixo das pedras
os corpos vazios
rente às calçadas
e me ensinou,
insisto, foi ela
a fazer da palavra
artifício
arte e ofício
do meu canto
de minha fala

*

(In Cadernos Negros – poemas – vol.25- 2002)

*Fonte:

*Enviado através de email pelo pessoal do DENEGRIR-UERJ.

*

3 comentários:

Guará Matos disse...

Drª Conceição Evaristo (...) e defende a educação como a melhor ferramenta de acesso à igualdade.

Pronto, disse tudo.
Bjs.

Denise Guerra disse...

É isso aí Guará, esta profª Drª sabe tudo, quem foi seu aluno sabe da importância desta voz nos nossos pensamentos e ouvidos. Bjs!

jefhcardoso disse...

Concordo que a educação é a melhor ferramenta de igualdade.
Que poema e homenagem mais lindo que fez para a mãe.
Jefhcardoso do http://jefhcardoso.blogspot.com

♫ESCOLA DE MÚSICA PENTAGRAMA♫ Direção Mapinha * Músico-Professor♫

♫ESCOLA DE MÚSICA PENTAGRAMA♫ Direção Mapinha * Músico-Professor♫
♫VIOLÃO * CAVAQUINHO * GUITARRA * BAIXO * FLAUTA * SAXOFONE * TROMPETE * TROMBONE * CLARINETE * GAITA * PIANO * TECLADO * CANTO * BATERIA * PERCUSSÃO GERAL♫ RUA IGARATÁ, Nº566 - MARECHAL HERMES - Rio de Janeiro* TEL(S):3456-1510/8133-3559* www.empentagrama.kit.net

*Registrado no Creative Commons*

Licença Creative Commons
Afro-Corporeidade e Africanidades de Denise Guerra dos Santos é licenciado sob uma Licença Creative Commons Atribuição-Uso não-comercial-Vedada a criação de obras derivadas 3.0 Unported.
Based on a work at afrocorporeidade.blogspot.com.
Permissions beyond the scope of this license may be available at http://afrocorporeidade.blogspot.com.

*FRUTOS DA DIÁSPORA AFRICANA*

*ACESSE http://www.africaeafricanidades.com.br*

*ACESSE  http://www.africaeafricanidades.com.br*

*"Capoeira é de Todos e de Deus. Mundo e gentes têm mandinga, Corpo tem Poesia, Capoeira tem Axé"*

*"Capoeira é de Todos e de Deus. Mundo e gentes têm mandinga, Corpo tem Poesia, Capoeira tem Axé"*
*Frase do Livro "Feijoada no Paraíso" Besouro*
Related Posts with Thumbnails

♫SUGESTÕES BIBLIOGRÁFICAS♫

  • *CASCUDO, Luís da Câmara. Dicionário do Folclore Brasileiro. 6ª edição. Belo Horizonte: Itatiaia, 1988.
  • *COSTA, Clarice Moura. O Despertar para o outro: Musicoterapia. São Paulo: Summus Editorial, 1989.
  • * FREGTMAN, Carlos Daniel. Corpo, Música e Terapia. São Paulo: Editora Cultrix Ltda,1989.
  • *EVARISTO, Conceição. Ponciá Vicêncio. Belo Horizonte: Mazza Edições, 2003.
  • * FREYRE, Gilberto. Casa grande e Senzala. 50ª edição. São Paulo: Global Editora, 2005.
  • *HOBSBAWN, Eric J. História Social do Jazz. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 1990.
  • *LOPES, Nei. Bantos, Malês e Identidade Negra. Belo Horizonte: Autêntica, 2006.
  • *_________. Dicionário Escolar Afro-Brasileiro. São Paulo: Selo Negro, 2006.
  • *_________. Enciclopédia Brasileira da Diáspora Africana. São Paulo: Selo Negro, 2004.
  • *_________. O Negro no Rio de Janeiro e sua Tradição Musical: Partido Alto, Calango, Chula e outras Cantorias. Rio de Janeiro: Pallas, 1992.
  • PEREIRA, José Maria Nunes. África um Novo Olhar. Rio de Janeiro: CEAP, 2006.
  • *RAMOS, Arthur. O Folclore Negro do Brasil. São Paulo: Martins Fontes, 2007.
  • *ROCHA, Rosa M. de Carvalho. Almanaque Pedagógico Afro-Brasileiro: Uma proposta de intervenção pedagógica na superação do racismo no cotidiano escolar. Belo Horizonte: Mazza Edições, 2006.
  • *___________. Educação das Relações Étnico-Raciais: Pensando referenciais para a organização da prática pedagógica. Belo Horizonte: Mazza Edições, 2007.
  • *ROSA, Sônia. CAPOEIRA(série lembranças africanas). Rio de Janeiro: Pallas, 2004.
  • *__________. JONGO(série lembranças africanas). Rio de Janeiro: Pallas, 2004.
  • *___________. MARACATU(série lembranças africanas). Rio de Janeiro: Pallas, 2004.
  • *SANTOS, Inaicyra Falcão. Corpo e Ancestralidade: Uma proposta pluricultural de dança-arte-educação. São Paulo: Terceira Margem, 2006.
  • *SODRÉ, Muniz. Samba o Dono do Corpo. Rio de Janeiro: Mauad, 1998.
  • TINHORÃO, José Ramos. Música Popular Brasileira de Índios, Negros e Mestiços.RJ: Vozes, 1975.
  • _________ Os sons dos negros no Brasil. São Paulo: Art Editora, 1988.