♫AMIGOS DO AFRO CORPOREIDADE♫

terça-feira, 7 de julho de 2009

*No FESTLIP a peça "MAR-ME-QUER" Texto de Mia Couto encenado pelo Grupo TIJAC: O Bem-Querer dos Segredos e dos Sagrados*

*Por Denise Guerra*
*Cena da peça com os personagens Zeca e Luarmina*
Foto do site http://www.festlip.com/


Mar me quer é um espetáculo de luzes, cores, sons, sonhos, fantasias, oralidade, criatividade e muito mais, que assisti no FESTLIP – SESC Tijuca, em 05/07/09. Aliando o contexto da tradição de contar histórias à volta da fogueira, unindo luminosas e sonoras tecnologias, com o esplêndido texto do autor moçambicano Mia Couto, o Grupo Tijac superou todas as expectativas do público que não parava de aplaudi-los.

O cenário simples e inebriante nos fez viajar além mar encobrindo mistérios de vida e morte, ancestrais e viventes. As luzes pintaram o tom do mar, do céu, das nuvens, das aves, da fogueira, dos homens e da energia vivida. Tecidos, penas, sombras e flores invisíveis amarraram e desataram os nós do tear da trama. Os sons da natureza, dos animais, dos tambores e de outros instrumentos musicais tocaram na magia do ir e vir dos personagens e suas narrativas.

Entre as figuras dramáticas principais um griot contava as histórias das famílias e ligava-as do presente ao passado e vice-versa. Uma velha de nome Luarmina desfolhava a invisibilidade das flores parecendo virar páginas do tempo e do saber, escolhendo quiçá um amor intangível. E Zeca Perpétuo, também “o dono das preguiças”, vivia das lembranças que não queria lembrar, mas, que nunca eram esquecidas. Por fim, os antepassados entram em cena como misteriosos personagens que ligam a linha do tempo, o vento, as águas do mar, os homens e o sagrado.

Da acústica ouviu-se timbres, vozes, ecos, pulsações e destinos traçados pelo Ifá(oráculo africano). Pode-se dizer que a força das palavras africanas trouxeram a profundidade e a leveza, o segredo e a revelação, o visível e o invisível através dos atores. Assim, o autor desfiou a circularidade da cosmogonia africana(visão de mundo) que refazendo os caminhos iniciais, provocou benquerenças, encantamentos e desejos de bis! Warethwa (vá em frente)!

*Elenco da peça "Mar Me quer", Grupo Tijac -
Moçambique e Reunião, com o músico Matchume
ao centro ao lado dos expectadores André e Denise Guerra*
Minha Foto no Sesc Tijuca após a apresentação da peça


*Sinopse do Espetáculo “Mar me quer” de Mia Couto*
A beira do Oceano Índico, Zeca Perpétua só tem olhos para a sua vizinha, a mulata Dona Luarmina que passa a maior parte do seu tempo arrancando folhas de uma flor invisível. As conversas cotidianas deles vão muitas vezes para caminhos estranhos. Pouco a pouco, vão confessar-se segredos pesados.“Chaminé que construísse em minha casa não seria para sair o fumo, mas para entrar o céu.”
Ficha Técnica:

Texto: Mia CoutoAdaptação e Direção: Mickael Fontaine
Elenco: Branquinho Adelino, Graça Silva, Leonardo Nhavoto e Zango Candido Salomão
Duração: 01:00h
Música: Matchume
Técnico: Hassan Aboudakar

Próxima Apresentação:
11 de Julho às 19hTeatro Sesc Ginástico
www.tijac.com/site/

2 comentários:

Ricardo Riso disse...

Belo texto, Denise! Deslumbramento total com Cia. Tijac! Bjs!!

Denise Guerra disse...

Obrigada Ricardo! Também, não tem como não ficar deslumbrada com Mia Couto! Adorei, vê-los e escrever sobre o trabalho! Bjs!

♫ESCOLA DE MÚSICA PENTAGRAMA♫ Direção Mapinha * Músico-Professor♫

♫ESCOLA DE MÚSICA PENTAGRAMA♫ Direção Mapinha * Músico-Professor♫
♫VIOLÃO * CAVAQUINHO * GUITARRA * BAIXO * FLAUTA * SAXOFONE * TROMPETE * TROMBONE * CLARINETE * GAITA * PIANO * TECLADO * CANTO * BATERIA * PERCUSSÃO GERAL♫ RUA IGARATÁ, Nº566 - MARECHAL HERMES - Rio de Janeiro* TEL(S):3456-1510/8133-3559* www.empentagrama.kit.net

*Registrado no Creative Commons*

Licença Creative Commons
Afro-Corporeidade e Africanidades de Denise Guerra dos Santos é licenciado sob uma Licença Creative Commons Atribuição-Uso não-comercial-Vedada a criação de obras derivadas 3.0 Unported.
Based on a work at afrocorporeidade.blogspot.com.
Permissions beyond the scope of this license may be available at http://afrocorporeidade.blogspot.com.

*FRUTOS DA DIÁSPORA AFRICANA*

*ACESSE http://www.africaeafricanidades.com.br*

*ACESSE  http://www.africaeafricanidades.com.br*

*"Capoeira é de Todos e de Deus. Mundo e gentes têm mandinga, Corpo tem Poesia, Capoeira tem Axé"*

*"Capoeira é de Todos e de Deus. Mundo e gentes têm mandinga, Corpo tem Poesia, Capoeira tem Axé"*
*Frase do Livro "Feijoada no Paraíso" Besouro*
Related Posts with Thumbnails

♫SUGESTÕES BIBLIOGRÁFICAS♫

  • *CASCUDO, Luís da Câmara. Dicionário do Folclore Brasileiro. 6ª edição. Belo Horizonte: Itatiaia, 1988.
  • *COSTA, Clarice Moura. O Despertar para o outro: Musicoterapia. São Paulo: Summus Editorial, 1989.
  • * FREGTMAN, Carlos Daniel. Corpo, Música e Terapia. São Paulo: Editora Cultrix Ltda,1989.
  • *EVARISTO, Conceição. Ponciá Vicêncio. Belo Horizonte: Mazza Edições, 2003.
  • * FREYRE, Gilberto. Casa grande e Senzala. 50ª edição. São Paulo: Global Editora, 2005.
  • *HOBSBAWN, Eric J. História Social do Jazz. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 1990.
  • *LOPES, Nei. Bantos, Malês e Identidade Negra. Belo Horizonte: Autêntica, 2006.
  • *_________. Dicionário Escolar Afro-Brasileiro. São Paulo: Selo Negro, 2006.
  • *_________. Enciclopédia Brasileira da Diáspora Africana. São Paulo: Selo Negro, 2004.
  • *_________. O Negro no Rio de Janeiro e sua Tradição Musical: Partido Alto, Calango, Chula e outras Cantorias. Rio de Janeiro: Pallas, 1992.
  • PEREIRA, José Maria Nunes. África um Novo Olhar. Rio de Janeiro: CEAP, 2006.
  • *RAMOS, Arthur. O Folclore Negro do Brasil. São Paulo: Martins Fontes, 2007.
  • *ROCHA, Rosa M. de Carvalho. Almanaque Pedagógico Afro-Brasileiro: Uma proposta de intervenção pedagógica na superação do racismo no cotidiano escolar. Belo Horizonte: Mazza Edições, 2006.
  • *___________. Educação das Relações Étnico-Raciais: Pensando referenciais para a organização da prática pedagógica. Belo Horizonte: Mazza Edições, 2007.
  • *ROSA, Sônia. CAPOEIRA(série lembranças africanas). Rio de Janeiro: Pallas, 2004.
  • *__________. JONGO(série lembranças africanas). Rio de Janeiro: Pallas, 2004.
  • *___________. MARACATU(série lembranças africanas). Rio de Janeiro: Pallas, 2004.
  • *SANTOS, Inaicyra Falcão. Corpo e Ancestralidade: Uma proposta pluricultural de dança-arte-educação. São Paulo: Terceira Margem, 2006.
  • *SODRÉ, Muniz. Samba o Dono do Corpo. Rio de Janeiro: Mauad, 1998.
  • TINHORÃO, José Ramos. Música Popular Brasileira de Índios, Negros e Mestiços.RJ: Vozes, 1975.
  • _________ Os sons dos negros no Brasil. São Paulo: Art Editora, 1988.