♫AMIGOS DO AFRO CORPOREIDADE♫

sexta-feira, 16 de outubro de 2009

*Um Super Exemplo: Dona Maria Enedina, 100 anos de Idade, Catadora de Caranguejo, Alfabetizando-se Agora na Bahia!*

*Veja o Vídeo do TOPA Com a Aluna Master Class da Alfabetização Dona Maria Enedina*

video


Dona Maria Enedina não tem mais a mesma firmeza na mão, nem uma vista muito apurada, mas nada disso impediu que, aos 100 anos de idade, decidisse começar a estudar. Há dois meses, a senhora se matriculou no Programa Todos Pela Alfabetização (Topa), oferecido pelo Governo do Estado e, pela primeira vez, teve a oportunidade de freqüentar a sala de aula.
*
“Sempre tive vontade de aprender a ler. Isso era meu sonho, não podia morrer sem saber fazer pelo menos meu nome”, afirmou Dona Maria, enquanto explicava que foi o pai quem a proibiu de ir à escola. “Ele dizia que, lá, eu ia acabar arranjando um namorado, e não me deixava ir, só meus irmãos. Cresci assim, sem ir à escola e, por causa disso, passei muita dificuldade nessa vida”.
*
Na mesma turma de Dona Enedina, o filho dela, Lourival Rodrigues, que tem 61 anos, também está sendo alfabetizado. Lado a lado, os dois enfrentam as dificuldades de começar depois de tanto tempo. “Quando a gente é menino não quer pensar em escola, só quer diversão, pescar, caçar. Quando chega essa idade é que vai saber o que é uma sala de aula e como ela é importante,” disse Lourival.
*
Para o resto da turma, que tem média de idade de 40 anos, mãe e filho são exemplos de empenho e dedicação. “Quando ela chegou, me surpreendeu, pela força e pelo desejo de aprender mesmo com essa idade”, contou o colega de sala, José Santana.
*
A professora Eunice Correia afirmou que Dona Enedina é uma das mais assíduas. “Ela vem todo dia e apesar das dificuldades motoras mostra interesse e participa de tudo”.Dona Enedina, que nasceu em Itabuna e mora em Ilhéus, é tão querida pelos colegas que ganhou até uma festa de aniversário. A comemoração teve direito a bolo decorado e vela dos 100 anos.Depois dos parabéns, ela abraçou a todos e, emocionada, recitou um verso em agradecimento. “Viva o dia, viva a noite e viva o meu jardim de flor. Viva todos os alunos e o meu professor”.
*
Para facilitar o aprendizado, as aulas seguem o modelo construtivista, desenvolvido pelo educador Paulo Freire. A alfabetização popular parte da realidade do aluno e usa a experiência de vida para ensinar e despertar a cidadania.

6 comentários:

Guará Matos disse...

D. Maria Enedina, não está de bobeira.
Uma linda história de superação e de amor pela vida.
Linda!!!!!
Bjs.

Denise Guerra disse...

Com certeza Guará! D. Maria Enedina ultrapassa muitos jovens de idade que tem espírito de velho derrotado. Que bom que o ser humano ainda consegue nos surpreender com a capacidade de brilhar além das estrelas!Bjs!

jader resende disse...

Oi Denise Guerra
O apelo é bem forte e comovente.
Espero que seja a mais pura verdade.
De qualquer forma vale toda atenção
Abraços
Jader Resende

Denise Guerra disse...

Olá Jader, estamos tão acostumados a ver notícias ruins que quando aparecem as boas duvidamos se elas existem mesmo. Tomara que isto mude e uma chuva de coisas boas inundem nossas vidas!!!Abraços!!!

Fragata de Morais disse...

Bom dia Denise,

Muito obrigado por suas gentis palavras postadas no meu blogue.

Espero que se mantenha este contacto, por muito esporádico que possa ser.

Um abraço.

Fragata de Morais

Denise Guerra disse...

Olá Grande Mestre Fragata de Morais, estou muito honrada por sua visita e adesão como seguidor do meu blog. Com certeza visitarei suas postagens em face da importância e grande sensibilidade professadas no seu trabalho! Muito obrigada! Seja sempre Bem-vindo! Um forte Abraço!

♫ESCOLA DE MÚSICA PENTAGRAMA♫ Direção Mapinha * Músico-Professor♫

♫ESCOLA DE MÚSICA PENTAGRAMA♫ Direção Mapinha * Músico-Professor♫
♫VIOLÃO * CAVAQUINHO * GUITARRA * BAIXO * FLAUTA * SAXOFONE * TROMPETE * TROMBONE * CLARINETE * GAITA * PIANO * TECLADO * CANTO * BATERIA * PERCUSSÃO GERAL♫ RUA IGARATÁ, Nº566 - MARECHAL HERMES - Rio de Janeiro* TEL(S):3456-1510/8133-3559* www.empentagrama.kit.net

*Registrado no Creative Commons*

Licença Creative Commons
Afro-Corporeidade e Africanidades de Denise Guerra dos Santos é licenciado sob uma Licença Creative Commons Atribuição-Uso não-comercial-Vedada a criação de obras derivadas 3.0 Unported.
Based on a work at afrocorporeidade.blogspot.com.
Permissions beyond the scope of this license may be available at http://afrocorporeidade.blogspot.com.

*FRUTOS DA DIÁSPORA AFRICANA*

*ACESSE http://www.africaeafricanidades.com.br*

*ACESSE  http://www.africaeafricanidades.com.br*

*"Capoeira é de Todos e de Deus. Mundo e gentes têm mandinga, Corpo tem Poesia, Capoeira tem Axé"*

*"Capoeira é de Todos e de Deus. Mundo e gentes têm mandinga, Corpo tem Poesia, Capoeira tem Axé"*
*Frase do Livro "Feijoada no Paraíso" Besouro*
Related Posts with Thumbnails

♫SUGESTÕES BIBLIOGRÁFICAS♫

  • *CASCUDO, Luís da Câmara. Dicionário do Folclore Brasileiro. 6ª edição. Belo Horizonte: Itatiaia, 1988.
  • *COSTA, Clarice Moura. O Despertar para o outro: Musicoterapia. São Paulo: Summus Editorial, 1989.
  • * FREGTMAN, Carlos Daniel. Corpo, Música e Terapia. São Paulo: Editora Cultrix Ltda,1989.
  • *EVARISTO, Conceição. Ponciá Vicêncio. Belo Horizonte: Mazza Edições, 2003.
  • * FREYRE, Gilberto. Casa grande e Senzala. 50ª edição. São Paulo: Global Editora, 2005.
  • *HOBSBAWN, Eric J. História Social do Jazz. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 1990.
  • *LOPES, Nei. Bantos, Malês e Identidade Negra. Belo Horizonte: Autêntica, 2006.
  • *_________. Dicionário Escolar Afro-Brasileiro. São Paulo: Selo Negro, 2006.
  • *_________. Enciclopédia Brasileira da Diáspora Africana. São Paulo: Selo Negro, 2004.
  • *_________. O Negro no Rio de Janeiro e sua Tradição Musical: Partido Alto, Calango, Chula e outras Cantorias. Rio de Janeiro: Pallas, 1992.
  • PEREIRA, José Maria Nunes. África um Novo Olhar. Rio de Janeiro: CEAP, 2006.
  • *RAMOS, Arthur. O Folclore Negro do Brasil. São Paulo: Martins Fontes, 2007.
  • *ROCHA, Rosa M. de Carvalho. Almanaque Pedagógico Afro-Brasileiro: Uma proposta de intervenção pedagógica na superação do racismo no cotidiano escolar. Belo Horizonte: Mazza Edições, 2006.
  • *___________. Educação das Relações Étnico-Raciais: Pensando referenciais para a organização da prática pedagógica. Belo Horizonte: Mazza Edições, 2007.
  • *ROSA, Sônia. CAPOEIRA(série lembranças africanas). Rio de Janeiro: Pallas, 2004.
  • *__________. JONGO(série lembranças africanas). Rio de Janeiro: Pallas, 2004.
  • *___________. MARACATU(série lembranças africanas). Rio de Janeiro: Pallas, 2004.
  • *SANTOS, Inaicyra Falcão. Corpo e Ancestralidade: Uma proposta pluricultural de dança-arte-educação. São Paulo: Terceira Margem, 2006.
  • *SODRÉ, Muniz. Samba o Dono do Corpo. Rio de Janeiro: Mauad, 1998.
  • TINHORÃO, José Ramos. Música Popular Brasileira de Índios, Negros e Mestiços.RJ: Vozes, 1975.
  • _________ Os sons dos negros no Brasil. São Paulo: Art Editora, 1988.